Sorte (Parte 5/7) – Conto “Gigantes”

À minha maneira, eu acredito na sorte. Coleciono cagadas a vida inteira. Isso não significa que eu não trabalhe duro. Inclusive, acredito que o trabalho duro é capaz de ganhar do talento e/ou da inteligência puros. Pelo espectro fabril e maquinal no qual fomos criados, trabalhar, trabalhar e trabalhar pode ser, sim, mais recompensador que... Continuar Lendo →

Anúncios

Mito (Parte 4/7) – Conto “Gigantes”

Não creio que seja possível o homem se desfazer de todos os mitos que cria. Não basta descrer do mito, isso é relativamente fácil. Inclusive, essa coisa de mito possui um duplo sentido que, para o momento, merece atenção máxima. Até porque falo aqui de arrancar a influência do mito na vida. De escapar da... Continuar Lendo →

Sorrisos (Parte 1/7) – Conto “Gigantes”

Você sempre foi diferente, Abebe. Sua mãe, a dona Ana, fala que você nasceu sorrindo e, a bem da verdade, essa pode ser a maior das diferenças. É estranho essa coisa de nascer sorrindo, porque, mesmo com o pouco tempo de convivência, é perceptível que é uma parada natural, não forçada. Talvez espontâneo seja a... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑