Vagabundo Iluminado|FLIP 2016

Por Caio Lima Não existe uma maneira justa de representar todos os artistas que eu vi na rua, buscando seu espaço, fazendo arte pela arte e garantindo, muitas vezes, o dinheiro para o dia. Os verdadeiros desbravadores das cidades, que se alimentam de toda a podridão que há, digerem e transformam isso em seu trabalho.... Continue lendo →

Ana Cristina Cesar – Poética|FLIP 2016

Por Caio Lima "E penso a face fraca do poema/ a metade na página partida Mas calo a face dura flor apagada no sonho Eu penso A dor visível do poema/ a luz prévia Dividida Mas calo a superfície negra pânico iminente do nada."   Poética não é apenas uma compilação física elaborada com primor... Continue lendo →

Prévia FLIP 2016

Por Caio Lima Com o passar dos anos, a FLIP perdeu o viés popular que uma festa literária deveria ter, pelo menos na minha humilde forma de pensar. E com a crise isso ficou muito (MUITO) evidente ano passado. Artistas de rua sumiram e as manifestações espontâneas também. Isso tira muito o brilho de uma... Continue lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑