Respostas (Parte 7/7) – Conto “Gigantes”

Sei que você também busca por respostas o tempo todo, Abebe. Todos buscam. É a única que nos trespassa a ponto de juntar-nos numa unidade comum, um emaranhado gigante de pessoas cheias de perguntas, mas carente das respostas – como não poderia deixar de ser. Talvez, o percurso cíclico desse texto lhe traga algumas dessas... Continuar Lendo →

Anúncios

Sacrifício (Parte 6/7) – Conto “Gigantes”

Antes de qualquer coisa, vamos manter duas coisas — já falei sobre o prazer de ter comprado uma palavra inteira, né? — claras aqui: primeiro quero repetir que sentir a responsabilidade pelas dores e pelos assombros que carregamos é parte do ser inteiro, do cultivo da memória e do processo maluco que eu venho defendendo... Continuar Lendo →

O Rede de Intrigas na Flip 2018!

O Rede de Intrigas demorou, mas chegou. E com o atraso trouxemos boas novidades. A primeira é a série que preparamos sobre a poesia de Hilda Hilst, a Poesia do lugar, feita com muito carinho e achismo, porque é assim que somos. Vamos ao que interessa, portanto: Dialogar com a poesia de Hilda Hilst é... Continuar Lendo →

Vagabundo Iluminado|FLIP 2016

Por Caio Lima Não existe uma maneira justa de representar todos os artistas que eu vi na rua, buscando seu espaço, fazendo arte pela arte e garantindo, muitas vezes, o dinheiro para o dia. Os verdadeiros desbravadores das cidades, que se alimentam de toda a podridão que há, digerem e transformam isso em seu trabalho.... Continuar Lendo →

Outras Dimensões|FLIP 2016

 Por Caio Lima Casa Folha Por que a Casa Folha é legal? Com certeza não é por causa das mesas. A única que valeu à pena foi a do Ruy Castro, aquele velho rabugento e meio escroque, mas que manja mais do que ninguém de música e de boa escrita. Além do Ruy Castro, eu... Continuar Lendo →

Recortes|FLIP 2016

Há uma tendência de injetarem assuntos e trata-los sob um aspecto unilateral. Dessa forma, os movimentos sociais tão importantes perdem de vista o lado do próximo e se afastam um dos outros e, consequentemente, da realidade. A aplicabilidade da teoria se torna inviável, pois não há um entendimento mútuo. A empatia torna-se seletiva. Lá na... Continuar Lendo →

Tenda dos Autores – Parte 02|FLIP 2016

Por Caio, Pedro, Patrick, Flor, Yumi, Paula e tô com preguiça. Depois passo a senha e daí tu inclui o nome aqui, já é? Já é. Qual é a da parada, rapeize? Vamos continuando os trabalhos falando das outras mesas que cobrimos na Tenda dos Autores. Se liga só: 01/07 – Sexta-feira – 10h|mesa 7:... Continuar Lendo →

Tenda dos Autores – Parte 01|FLIP 2016

Por Caio Lima e Pedro Mário Que mané diário o quê! A parada é a seguinte: dividi a cobertura pelas áreas diferentes que fomos. Assim consigo captar melhor o clima de cada lugar e não tenho que ficar me repetindo todo a cada texto que lanço. Então, meus queridos companheiros, a Tenda dos Autores é... Continuar Lendo →

Aguarda na Disciplina|FLIP 2016

A FLIP 2016 terminou e agora começa a nossa jornada de posts. Em termos gerais, foi mesmo o que eu havia previsto: mais interação do público, mesas com assuntos encaixados e mais artistas de rua. Claro que o mundo não é perfeito como eu gostaria que fosse e temos aqui algumas dúzias de problemas, mas... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑