Vagabundo Iluminado|FLIP 2016

Por Caio Lima

Não existe uma maneira justa de representar todos os artistas que eu vi na rua, buscando seu espaço, fazendo arte pela arte e garantindo, muitas vezes, o dinheiro para o dia. Os verdadeiros desbravadores das cidades, que se alimentam de toda a podridão que há, digerem e transformam isso em seu trabalho. Eu não conseguiria ser justo com todos que conheci. Nunca. Impossível. Transmitir a luta, a ideia, o motivo de estar ali de cada um. Alguns, semianalfabetos que se desenvolveram na literatura, principalmente, e criaram uma forma de se sentirem representados e se manifestarem perante tudo e todos. Outros, graduados, professores, mestres e doutores, que preferem as ruas e seu misto de podridão e sinceridade às máscaras da alta sociedade que poderiam habitar. Dentre tantas diferenças, o caminho tomado por cada um que conheci foi o mesmo: arte marginal. É uma escolha difícil, que recompensa através das subjetividades da arte e que tira o sono das famílias. Queridos e malditos.

Resolvi sintetizar toda a arte marginal que vi na FLIP 2016 em um cara só, o Vagabundo Iluminado. Poeta marginal de BH, o cara veio dar umas voltas em Paraty para divulgar seu trabalho nas ruas. Junto à editora Quicelê, produziu seu trampo, o livro ‘Poeta por Necessidade’. Mas ele milita há anos na poesia marginal e, por conta própria lançou o livreto ‘Alecrim’, cobrando por ele um valor sentimental, além de tantos outros.

Eu disse que a escolha não seria justa, mas vou tentar me justificar. Em primeiríssimo lugar é a força nominal. Vagabundo Iluminado é um nome que merece aplausos e encarna o próprio autor, que corre trecho pelo Brasil inteiro para distribuir algo além do seu trabalho. Depois, é esse estoicismo clássico de quem poderia estar trilhando uma carreira de “sucesso” pela inteligência e capacidade que tem, mas preferiu sair por aí fazendo arte para viver. Essa coisa estoica em busca da arte e de conseguir encontrar almas semelhantes me faz remeter aos grandes heróis da literatura. Há de se ter muita fibra moral para encontrar essas dificuldades todas e continuar a caminhada.

Esse cara me apareceu antes da mesa de abertura da FLIP, enquanto eu e o Pedro Mário tomávamos um café. Chegamos naquela hora e já nos apareceu um cara das ruas oferecendo seu trampo e um monte de ideias pra passar. São alguns dos sinais que a gente recebe de algum canto do mundo etéreo que eu particularmente desconheço, sabe como é? Pela quantidade de material lançado aqui, pelas parcerias feitas, pela felicidade em ficar lembrando a FLIP durante um mês pra vocês todos, dá pra perceber que a FLIP foi um verdadeiro sucesso pra nós do Rede de Intrigas.

Esbarramos com o Vagabundo Iluminado algumas vezes por dia. Sempre num lugar diferente, perambulando pela cidade, em companhia de outros artistas. Até no meio da roda de atores ele se enfiou. Figura! Mas sua voz se ergueu perto das correntes, junto com as vozes dos demais. Fizeram o bom e velho barulho do protesto. E todo dia ele perguntava se havíamos feito contato. HAHAHAHAHA.

Não foi enrolação nossa. É que gostamos tanto do trabalho do cara que resolvemos sintetizar toda nossa felicidade em ver as ruas ativas novamente com a obra do Vagabundo Iluminado. Não é justo resumir toda a arte marginal que vimos na FLIP 2016 em uma obra só, mas no nosso processo de escolha, optamos pela luz que esse vagabundo nos proporcionou e aos que o acompanharam e ouviram pelas ruas. Resistência, sabedoria e sensibilidade. Vagabundo Iluminado, poeta por necessidade, representou tudo e todos que vimos nas ruas de Paraty. Ainda bem.

E é isso, galera! Terminamos o mês FLIP com sucesso total e voltamos a programação normal com artigos e resenhas com ordem aleatória de temas e escolha. Espero que tenham gostado e ano que vem tem mais. E, se possível, estaremos pesados nessa empreitada.

Querem conhecer o trabalho do cara? Acessa aí:

www.vagabundoiluminado.wix.com/vagabundoiluminado

www.trembemditos.com.br

www.cromasomos.com

facebook.com/vagabundoiluminado

facebook.com/saraucomum

 

Um comentário em “Vagabundo Iluminado|FLIP 2016

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: